MVCBr – Templates – Buscando produtividade #7

Share Button

O uso de “Template” na IDE do Delphi proporciona melhoria de produtividade a medida que reduz digitação de rotinas repetitivas.
Ainda a pouco tempo abordei sobre o uso de Template de MVCBr e ORMBr aqui no blog – hoje vamos ver alguns “templates” disponíveis para uso com MVCBr.

base
Os “templates” de MVCBr encontram-se na pasta .\templates; A instalação dos templates é basicamente copiar os arquivos XML para a pasta padrão de templates do Delphi como já foi tratado no “artigo anterior sobre templates“.

elementar meu caro
Copiando os arquivo XML para a pasta padrão, o Delphi irá disponibilizar as macros de chamada para os templates utilizando o atalho: CTRL+J ou ainda pelo uso da sequência de palavras que identificam um template em particular.

base para acesso aos templates
mv – macros para views
mc – macros para controller
mm – macros para model
mo – macros para Observables

vamos a lista de macros para os templates (CTRL+J)

VIEWS
mv.conv – utilizado para converter um FORM já existente em um componente para MVCBr (criar interfaces para View, Controller e Classe Controller);
mv.docommand – criar método DoCommand (um override) a ser adicionado para VIEWs que queira receber notificação de EVENTS do Observer de controle interno ao framework;
mv.form – criar as assinaturas de classe e interfaces que permite converte um FORM para VIEW (mais enxuto em relação ao mv.conv);
mv.update – criar método UPDATE (um override) para views que receberam eventos UPDATE enviado pelo observer genérico de usuário;
mv.uses – criar uma lista de dependências de uses para VIEWs (auxiliar de conversão de FORMs que já existem);

Controlles
mc.addmodel – adiciona modelo de exemplo para adicionar um MODEL ao controller – utilizado no Create do Controller ou CreateModules;
mc.factory – cria a assinatura para um controller, útil para criar controllers independentes ou para conversão de código legado;
mc.fdconnection – cria uma sequência de código para o controller que gerar conexão de banco dados FireDAC;
mc.init – cria uma sequência de geração de INIT que permite inserir um TFormFactory em um controller;
mc.initialization – cria a chamada de registro do controller para a lista de controllers disponível ao aplicativo;
mc.interface – cria uma sequência para gerar uma interface para o controller;

Models
mm.creator – cria uma UNIT exemplo de geração de um MODEL genérico;
mm.ormbr.fd – cria uma sequência de integração de FireDAC Modelo do ORMBr com Model MVCBr;
mm.ormbr.sqlite – cria uma sequência de integração com SQLite deo ORMBr com Model MVCBr;
mm.ormbr.createGetTable – cria uma sequência para função GetTable para ORMBr;
mm.ormbrfb.table – cria conjunto para gerar acesso Firebird de integração de ORMBr com Model MVCBr.

Observable
mo.subscribe – criar um serviço de Observer assinando um determinado evento – como se fosse um “callback”;
mo.unsubscribe – remove o serviço do Observer;

GIT com a lista completa dos XML utilizados