MVCBr – NoSQL MongoDB – Desvendando o framework #11

Share Button

As units MVCBr.MongoModel e MVCBr.FDMongoDB implementam acesso as coleções MongoDB diretamente em um componente TFDMemTable abrindo os dados e enviando as alterações de volta no servidor do MongoDB.

base
O acesso ao MongoDB implementado como um Model do MVC, faz acesso direto a biblioteca MongoWire e está pronto para Auth3 presente na versão mais recente do MongoDB.
Dado a facilidade de uso do MongoDB que não exige um “schema” para as tabelas é uma boa solução em ambiente que requeira compartilhamento de dados e flexibilidade na mudança de estrutura dos documentos, justificando esforço adicional para implementar soluções RAD que de velocidade ao “coder”.

elementar
Bancos NoSQL como MongoDB não são acessados com comandos tradicionais como no ambiente SQL. É uma nova fronteira em armazenamento de dados que evoluiu muito recentemente, ainda que há um movimento para retroceder para modelos Cliente/Servidor mais tradicional adicionado de boas experiências com aprendizagem NoSQL como é o caso de TimescaleDB que faz uma mescla de recursos do Postgres e novos recursos até então visto somente nos bancos NoSQL – Novos estudos pela frente.

componentes

MongoConnection
Provê conectividade com o MongoDB.


MongoDataset
Um Dataset para obter os dados do servidor. Onde: CollectionName representa a tabela (coleção) que armazena os documentos; KeyFields é uma lista de colunas (seprado por “;” que indica a “where” a ser submetido ao servidor quando faz um “update” ou “delete”;

Exemplo no Git

Veja o Mongo Tips do amigo Thulio Bittencourt

MVCBr – NoSQL MongoDB – Desvendando o framework #11

0

Pros

Cons